Rafael Cortez tem como favorita a música ‘Mel’, gravada por Maria Bethania

Os versos e as melodias da música popular têm o poder de tatuar na memória momentos marcantes. Esse é o mote de “As Canções”, do documentarista carioca Eduardo Coutinho, com estreia prevista para 9 de dezembro.

Ao longo do filme, ele pede para que 18 personagens desconhecidos do público, selecionados previamente por sua equipe, cantem à capela a música que marcou sua vida.

O resultado são histórias tocantes de perda, separação e também de alegria. Inspirado por Coutinho, o DIÁRIO perguntou a artistas qual canção de amor marcou profundamente sua trajetória.

O CQC Rafael Cortez conta que ouvia “Cheiro de Amor”, de Maria Bethania, enquanto chorava de amor pela amiga Tânia.

Rafael Cortez
Humorista e repórter do CQC (Band)

“A Maria Bethania gravou ‘Cheiro de Amor’ (Duda/Jota/Paulo Sergio Valle/Ribeiro) em seu lindo álbum ‘Mel’, no fim da década de 70. Eu ouço essa música desde aquela época, ou seja, desde que nasci. Mas em 1992 eu estava apaixonado por uma amiga, a Tana, e essa era a música que me fazia pensar nela o tempo todo. Acontece que a Tana não queria saber de mim… E eu ficava me arrastando pela casa como um sofredor, com essa canção no vinil executada a todo volume. Sim, eu já era um tonto.”

Fonte.

Anúncios

Sobre Portal CQC OFICIAL

Seu portal de notícias sobre o CQC!

Publicado em 06/11/2011, em CQC. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s