Rafinha Bastos, do “CQC”, quer fazer carreira internacional

O comediante Rafinha Bastos, 34, é destaque na edição desta quinta-feira do jornal “New York Times”.

Um longo perfil  do humorista, assinado por Larry Rohter, tenta explicar aos americanos quem é Rafinha Bastos, a pessoa mais influente do Twitter, de acordo com pesquis do próprio jornal.

“A internet é minha casa”, disse Rafinha. “Sou uma criatura e fui criado na internet. Tenho muito orgulho disso. A internet me proporcionou construir minha carreira da forma que eu desejava.”

Outra reportagem do mesmo jornal lista como outros expoentes do “novo” humor brasileiro Danilo Gentili, Marco Luque, Marcelo Mansfield, Marcela Leal e Diogo Portugal.

Na entrevista, Rafinha revela ainda que pretende fazer carreira nos EUA.

“Não quero me apresentar duas ou três noites, quero fazer uma carreira de verdade”, contou. Ele fala inglês fluente.

“Uma coisa que eu gostaria de tentar é traduzir meu material, quer dizer traduzir literalmente. Sei que alguamas piadas que faço aqui, sobre coisas regionais, nunca funcionariam fora. Mas piadas sobre casamento poderia funcionar assim como várias outras. A única razão pela qual ainda não comecei isso é que há muita coisa acontecendo aqui. Não posso sair daqui [São Paulo] agora. Mas sim, talvez um dia eu faça. Por que não?”

Anúncios

Sobre Portal CQC OFICIAL

Seu portal de notícias sobre o CQC!

Publicado em 04/08/2011, em CQC. Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Laura Priori

    Realmente. Tive a oportunidade de assistir ao Stand Up dele. O cara além de bom é super simpático. Respondeu todas as perguntas com a maior educação. Ele merece o sucesso que faz, porque artista de verdade é aquele que sabe lidar com o público, e não apenas ignorá-lo. Sem contar que vai ser ótimo ter um humorista brasileiro sendo destaque da NYTimes. É bom o mundo conhecer os humoristas inteligentes que há aqui. E não só o lado podre que normalmentr o cinema explora.

  2. Laura Priori

    Realmente. Tive a oportunidade de assistir ao Stand Up dele. O cara além de bom é super simpático. Respondeu todas as perguntas com a maior educação. Ele merece o sucesso que faz, porque artista de verdade é aquele que sabe lidar com o público, e não apenas ignorá-lo. Sem contar que vai ser ótimo ter um humorista brasileiro sendo destaque da NYTimes. É bom o mundo conhecer os humoristas inteligentes que há aqui. E não só o lado podre que, normalmente, o cinema explora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s